domingo, 11 de setembro de 2011

ROSA TAIKON...Cigana,artista e ourives famosa!

Rosa Taikon
Na foto superior,Rosa no dia de recebimento de medalha de ouro;na foto do centro ,Rosa em seu atelier,na foto inferior ,Rosa em sua juventude.(Ela foi,junto com a irmã,atriz de cinema e teatro.)


Rosa nasceu em 1926,em Tibro,na Suécia,numa familia cigana do clã Kalderash.Nasceu e viveu parte de sua vida em acampamentos.Sua infância foi bastante difícil pois,naquela época os ciganos eram muito discriminados naquele país.Seu bisavô e seu  pai eram  artesãos em  prata,nascidos na Rússia.Também eram músicos e com sua orquestra se apresentavam em várias  cidades. O pai de Rosa,João Taikon desejava que os filhos aprendessem a ler e a contar e lutou muito nesse sentido.Rosa aprendeu a ler,entretanto não soube fazer contas por vários anos.Os filhos de João Taikon frequentavam a escola de verão e  no resto do tempo viajavam com a família em vurdóns.Depois da morte do pai seu irmão mais velho assumiu a profissão de ourives,mas pouco tempo depois foi assassinado por um racista.Rosa era,na época uma jovem  e desejou aprender a profissão da família paterna que era fazer jóias e objetos de prata.Entretanto,ela tinha apenas aprendido a ler e escrever e não podia aspirar um curso de artes e criação de jóias,que exigia mais conhecimentos.Rosa desejava tanto aprender que foi tentar uma entrevista na Escola de Belas Artes.Lá o diretor lhe disse que ela não possuía curso completo para poder frequentar as aulas de artes.Rosa lhe falou de suas habilidades na ourivesaria em prata,profissão de sua família.O Diretor ficou curioso com a atitude firme da moça e mandou-a buscar algo que fizera.Rosa voltou para casa e embrulhou um anel e duas abotoaduras de prata que fizera algum tempo atrás..Retornou à presença do Diretor da Escola de Artes e deu-lhe o precioso pacote que trouxera.O homem ao abrir o papel e deparar-se com tão lindo e delicado trabalho de ourivesaria,ergueu os olhar surpreso para a jovem cigana que aguardava ansiosa pelo seu parecer.Daquele dia em diante ,por convite do diretor iniciou seu curso na área de desenho e criação artística.Dois anos mais tarde ingressou na Faculdade de Artes.Desde sua primeira exposição em 1966,obteve enorme sucesso e a partir desta data nunca mais parou de criar e fabricar suas jóias em prata.Hoje seus trabalhos estão expostos em galerias e museus da Europa, Estados Unidos,Austrália e outros países,tendo recebido vários prêmios  e uma medalha de ouro do Governo sueco pelo seu trabalho..Hoje com 85 anos ainda faz jóias e também  luta pelos direitos do Povo Cigano. 

4 comentários:

  1. Junto com elas, todas nós Cezarina, vamos conseguir erguer o nome dos Roms e Ikana Sara.

    carinhosamente,

    aman ayleula.

    ResponderExcluir
  2. Com certeza,queridas! Juntas venceremos todas as barreiras!Ando Sara!Devlessá!

    Najs, pela gentil visita e pelas palavras!

    Thiumide thire ilê!

    ResponderExcluir
  3. Venho da Cozinha dos Vurdóns, sou a ana. Gostei muito de ler este post sobre Rosa. Encontrei beleza e rosas, e uma Rosa especial.
    Boa tarde!

    ResponderExcluir
  4. Gracias,Ana! Que bom que gostou! Agradeço pela visita e pelas palavras gentis!Que Sara te abençôe!Devlessá!

    ResponderExcluir