sexta-feira, 20 de abril de 2012

MARIA VAN OOSTERWYCK (1630-1693)...





Nascida em Nootdrop (1630-1693) é a terceira das três pintoras de destaque na "época de ouro da pintura flamenga". 
Filha de um ministro (Pastor)da Reforma Holandesa, seu trabalho foi influenciado por seu professor, o pintor de flores Jan Davidszde Heem da Antuérpia. Suas naturezas mortas incluem flores, vidros, moedas, instrumentos musicais dentre tantos outros objetos. Recebeu encomendas de diversas cortes europeias. 



Foi aluna de Jan Davidsz de Heem. Assím como Rachel Ruysch, suas telas  são exóticas  e mostram flores, insetos e vários objetos,entre os quais,espelhos com reflexos de seu rosto.


María v O. fazia parte de um grupo de mulheres pintoras de Delft(Holanda) junto a Cornelia de Rijck e María van Pruyssen,as quais não pertenciam ao sindicato de pintores,mas tinham extensa produção artística,vendendo obras  de menor preço nas ruas. María van Oosterwyck sem dúvida,pintava a nivel profissional e vendía a bons preços, embora fosse considerada como apenas uma   pintora amadora. Tinha uma ajudante(sua criada) , a quem ensinara a misturar os pigmentos, pois não era permitido às mulheres artistas ter aprendizes homens em seus atelieres.
 As mulheres pintoras também não podiam se associar aos sindicatos de  pintores(Guildas) por pertencerem ao sexo feminino,por este motivo,vendiam suas telas nas ruas.Mas,Maria obteve muito sucesso e recebia encomendas de vários nobres  da Europa.Relata a História,baseada em documentos da época,que a pintora de Delft amealhou uma sólida fortuna até a sua morte aos 63 anos de idade.



ABAIXO, VEMOS ALGUMAS DE SUAS OBRAS:










IMAGENS DO GOOGLE